Conecte Conosco

Notícias Recentes

Nos Bastidores da Política

Redação Planalto

Publicado

em

Apresentação: Celson Bianchi- A voz da Verdade

Sonho de uma noite de verão

Mais um candidato colocou seu nome para disputar a única vaga no Senado Federal em 2014: O deputado distrital Olair Francisco pelo PTdoB. Parlamentar de primeiro mandato, ele, no entanto, deve enfrentar um páreo dificílimo com nomes mais fortes, politicamente e financeiramente, além de estar filiado a um partido com pouquíssimo tempo de televisão, o que torna sua pretensão igual ao filme de Ingrid Bergman, “Sonho de uma noite de verão”.

Outros candidatos

Entre os candidatos que não tem medo de mostrar a cara, podemos citar o atual senador Gim Argello, que goza da simpatia da presidenta Dilma. Ele, inclusive, já tem articulado fortemente com a dupla Agnelo e Filippelli, mas encontra enormes dificuldades com o PT, que deseja uma chapa quase puro-sangue, o que pode levá-lo a se juntar numa chapa de oposição. Antes, porém, precisa dar uma profissionalizada em sua equipe de assessoria, se quiser realmente sair vitorioso em 2014. Já Reguffe precisa se decidir. Rollemberg e Cristovam Buarque o querem no Senado. Entretanto, se o deputado petista Chico Leite sair candidato, Reguffe já disse que que poderá apoiá-lo. Agora, no que depender de recursos, Olair Francisco e Gim Argello largam na frente, na disputa entre os mais bem sucedidos. Só resta saber se o eleitorado levará isso em consideração.

Eleições na TV

Para a surpresa de alguns telespectadores e do grande eleitorado do DF, algumas figuras já conhecidas de um passado recente tentarão novamente uma vaga de distrital. Entre alguns nomes estão o ex-deputado Wilson Lima, que foi governador tampão do Distrito Federal, Ivelize Longui a ex-vice-governadora de Rogério Rosso, e que hoje é a Presidenta do Metrô, e Aguinaldo, que levava o sobrenome de Jesus, quando ainda tinha o apoio incondicional da Igreja Universal. Todos vão tentar a todo custo se elegerem.

Bem lembrado

Mas como nada passa despercebido pelos opositores, há quem registre que a perda do apoio da Igreja Universal torna o caminho de Aguinaldo muito mais difícil, para não dizer quase impossível. Tanto é, que Evandro Garla, hoje ocupa seu lugar na representação da Igreja.

É bom lembrar também que Aguinaldo não pertence mais ao partido da Igreja Universal, o PRB, mas isso não quer dizer que ele tenha sido expulso da Igreja. Há quem garanta que o ex-distrital costuma ainda frequentar os cultos de sua Igreja há buscas de milagres. Bem, e se milagre existe, ele certamente não tem por que temer para não tentar se eleger na carreira solo. Quem viver, digo: quem crê em milagres, verá.

Primeiro Milagre

Já há quem atribua a reaproximação de Roriz e Filippeli ao novo papa Francisco. Sim, porque depois da forma como ocorreu o rompimento somente “la mano de dios”, para operar a nova união. Já tem quem especule que a presença de Roney Nemer e Liliane Roriz, fiéis escudeiros dos antes desafetos sinaliza a possibilidade de uma chapa Rorizista com Filippelli e Liliane de vice, para desespero das hostes petistas.

Campanha precoce

Apesar de faltarem vinte meses para chegar as eleições de 2014, há nomes sendo ventilados para a Câmara Legislativa. E as campanhas na TV já mostram isso. Um nome que é ligado ao PMDB, e que já tentou se eleger deputado distrital, hoje na primeira suplência é o administrador João Hermeto. Ele, inclusive, é considerado pelo Buriti como um dos mais atuantes e fiel escudeiro do vice-governador Filippelli e sua equipe. Ainda no PMDB, está o jovem distrital e empresário Robério Negreiros, que tem se mostrado um deputado atuante em sua base, mas que precisa se firmar no cenário político. Mas um detalhe chama atenção: todos os que apareceram no horário eleitoral estão empregados no GDF ou já tiveram algum tipo de ligação com a máquina ou os poderes do DF.

Vai entender…

Na propaganda partidária do PPS, alguns membros do partido e outros que ocupam cargo no governo, rasgaram elogios ao governador Agnelo. Por outro lado, outros fizeram várias críticas, principalmente à saúde do DF. Ou será que foi apenas um “faz de contas”? Ou é da base ou não é. Aliás, a cara tem que ser uma só. Pois, o caminho é longo, mas a distância da caneta do governador é curta. Assim o PPS vai se mantendo sua boquinha no governo

Por um fio

É melhor um determinado secretário, mal querido entre os distritais, não continuar brincando em serviço. Como se não bastassem os puxões de orelha do governador Agnelo, o Sinpro e a grande maioria das regionais de ensino não conseguiram engolir alguém que não conhece de perto a grande causa para que os mestres do ensino não lutem pela categoria. Está nas mãos de Agnelo o pedido da maioria dos distritais pela exoneração do secretário “faz de conta”. “Demorou!”.

Fazendo o dever de casa

Quem está presidindo a CLDF é o deputado Distrital Agaciel Maia. Conforme determina o Regimento Interno da Casa, quem assume quando o presidente se afasta é o vice. Maia tem surpreendido a muitos com sua rotina de trabalho duro. Ele é um dos primeiros a chegar a CLDF. Na última sessão, um segurança chegou a comentar após a entrada em plenário do distrital para iniciar os trabalhos legislativos: “Rapaz este deputado tem me surpreendido, quando foi que um deputado se mostrou tão pontual na abertura dos trabalhos nessa casa”.

Já por outro lado

É bom alguns deputados tomarem cuidado ao criarem o hábito de só chegar após o final dos trabalhos em plenário. Isso tem sido uma praxe de alguns parlamentares que só chegam no término, assinam o ponto e vão embora, como se alguns jornalistas não estivessem atentos. Um dia desses, um deles estava somente de esporte fino e teve que pedir a ajuda de um segurança para pegar o livro de ponto. Vamos ver se com a implantação e transmissão dos trabalhos pela TV Distrital, não se encerra esta prática de uma vez. Afinal, o povo vai estar sempre espiando pela TV.

Shopping popular só se for de nome

O que era para ser um grande local de compras atualmente está mais para um deserto. Foram investidos milhões na construção do shopping popular próximo a antiga Rodoferroviária. Para quem estava acostumado com as ruas cheias de camelôs que mal davam conta de andar viram naquele momento a esperança do direito de ir e vir. E, claro ainda mais para quem tinha o desejo de ter um lugar para vender sua mercadoria legalmente. Mas, o tempo passou e as autoridades até o momento esqueceram e pouco fizeram. Lojas fechadas e o desemprego cada vez mais crescente, corredores vazios e muito pouca gente, é o triste cenário do shopping popular.

Pendurando as chuteiras

O deputado distrital Benedito Domingos (PP) não será candidato a nenhum cargo público nas próximas eleições. Mas é sabido que se tentasse não encontraria dificuldades, pois seu eleitorado é muito fiel e ele é considerado um dos mais humildes e simples parlamentares da CLDF. Além de ser muito bem articulado na esfera federal. Mas a questão é quem herdará seus votos? A coluna descobriu que não será nenhum político que tenha exercido cargo público. Há quem aposte em alguém de sua família, o que também é uma incógnita. Há outros que acreditam que será um pastor de uma das mais conhecidas e respeitadas igrejas que por sua tradição nunca se envolveu em conflitos e mantém sempre um comportamento neutro e maduro. Bem, enquanto Bené não se decide a quem apoiar é melhor entrar na fila e aguardar.

Alternativas

O deputado distrital Professor Israel Batista pediu ao GDF uma alternativa para que a população brasiliense possa sair a noite e não ser prejudicada com o rigor da lei seca. Para isso, o parlamentar defende a ideia de se estender o transporte público para o dia inteiro, além de criar uma chamada “Rota Interbares” – Ônibus circulariam pelo Plano Piloto e Águas Claras em locais de lazer e levariam os passageiros para as estações do metrô e a Rodoviária. “O governo agiu corretamente em aumentar o rigor da lei, porém é preciso estabelecer uma contrapartida para o cidadão que deseja se adequar as novas regras”, defende. Sem confiar muito no transporte público do DF, que mal funciona de dia, já tem bar oferecendo transporte gratuito aos clientes.

Curiosidade

Um detalhe curioso não passou desapercebido pelos ouvintes e leitores desta coluna que acompanhavam o depoimento voluntário de Carlinhos Cachoeira ontem na Divisão Especial de Combate ao Crime Organizado, seu advogado para a ocasião era nada mais nada menos do que o Desembargador Eleitoral do TRE-DF, Cléber Lopes de Oliveira, que substituía um colega que não pode acompanhá-lo.

Cadê a AGEFIS

A recente posse do presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Coelho no auditório do Centro de Convenções ganhou inúmeros comentários pelas redes sociais, mas não pela solenidade, mas pelo local, um entre vários outros espaços administrados pelo GDF que não possuem alvará de funcionamento, mas realizam eventos sem medo de uma tragédia, como aconteceu recentemente em Santa Maria. A história se repete no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade e um pouco mais distante na Granja do Torto. Devem as autoridades responsáveis estar aguardando por uma tragédia para tomarem providências.

Os sem alvarás.

Depois de um ano ter se passado sem providências da fiscalização, o que se vê pelas Administrações Regionais é que o número de estabelecimentos comerciais sem Alvará continua aumentando, pelos últimos cálculos e ante a nova lei que acabou com os alvarás emitidos por prazo indeterminado, se calcula já serem mais de quinze mil os estabelecimentos sem alvará, cujo prazo para se adequarem se encerra no próximo mês de abril. Enquanto isto a AGEFIS e o MPDFT ninguém sabe ninguém viu.

Frase da Semana

“O Ministério Público do Distrito Federal já está investigando quem são os personagens que estão por trás das empresas vencedoras da licitação do transporte público do DF, pois está parecendo mais do mesmo, com alguns personagens continuando em cena.”

Clique aqui para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Príncipe Philip morre aos 99 anos, no Castelo de Windsor

Redação NDP

Publicado

em

/REUTERS

 

O príncipe Philip, marido da rainha britânica Elizabeth e uma figura-chave na família real britânica por quase sete décadas, morreu aos 99 anos, informou o Palácio de Buckingham nesta sexta-feira (9).

O duque de Edimburgo, como era oficialmente conhecido, esteve ao lado da rainha ao longo de todos os 69 anos de seu reinado, o mais longo da história do Reino Unido. Durante este período, ele ganhou a reputação de ter uma atitude dura, séria e de uma propensão a gafes ocasionais.

“É com profunda tristeza que Sua Majestade, a Rainha, anuncia a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, duque de Edimburgo”, informou o palácio em comunicado publicado em uma rede social.

A conta oficial da família real no Twitter informa ainda: “Sua Alteza Real faleceu pacificamente nesta manhã no Castelo de Windsor. Mais anúncios serão feitos oportunamente. A Família Real se junta às pessoas ao redor do mundo lamentando sua perda.”

Philip desempenhou papel-chave na modernização da monarquia no período após a Segunda Guerra Mundial e, por trás dos muros do Palácio de Buckingham, era a única figura central para a qual a rainha podia se voltar e confiar.

“Ele tem sido, simplesmente, minha força e permanência todos esses anos”, disse Elizabeth em uma rara homenagem pessoal a Philip feita em um discurso para marcar o 50º aniversário de casamento de ambos em 1997.

O príncipe, que ia completar 100 anos em 10 de junho, tinha saído recentemente do hospital, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica por problemas cardíacos, e regressado ao Palácio de Windsor.

Príncipe da Grécia e da Dinamarca

Conhecido pelo seu senso de humor particular, Filipe de Mountbatten, nascido com o título de príncipe da Grécia e da Dinamarca, é o consorte mais antigo da história da monarquia britânica.

Após ter servido na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial, casou-se em 20 de novembro de 1947 com a então princesa Elizabeth, filha do rei George VI.

Filipe, que realizou mais de 22 mil compromissos públicos, descreveu-se de forma bem-humorada como “o inaugurador de placas mais experiente do mundo”.

Afastou-se das funções públicas em 2017, ano a partir do qual se tornou cada vez mais raras as suas aparições públicas, à exceção dos grandes eventos familiares.

*Com informações da Reuters e da RTP

Fonte: Agência Brasil

Continuar Lendo

Brasil

Governo leiloa hoje trecho de ferrovia na Bahia

Redação NDP

Publicado

em

Rio Verde (GO) – Obras de implantação do Polo de Cargas do Sudoeste de Goiás da Ferrovia Norte-Sul, trecho Rio Verde-Santa Helena de Goiás (Beth Santos/Secretaria-Geral da PR)

O governo federal vai leiloar hoje (8) um trecho da Ferrovia de Integração Oeste/Leste, entre Ilhéus e Caetité, na Bahia. Chamado de Fiol 1, o trecho de 537 quilômetros de extensão entre as duas cidades poderá transportar mais de 50 milhões de toneladas de carga em 2035, conforme expectativas do governo.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a concessão vai destravar o projeto, algo considerado fundamental para transformar a logística no estado. Além disso, contribuirá com a meta de ampliar a participação ferroviária na matriz de transportes do Brasil.

O vencedor do certame ficará responsável pela finalização do empreendimento e operação do trecho, em uma concessão que vai durar por 35 anos, totalizando R$ 3,3 bilhões de investimentos. Desse total, R$ 1,6 bilhão serão utilizados para a conclusão das obras, que estão com 80% de execução. Nas contas do governo federal, a concessão da Fiol vai permitir a criação de 55 mil empregos diretos, indiretos e efeito-renda ao longo da concessão.

A expectativa é a de que o T aerorecho 1 (Ilhéus-Caetité) comece a operar em 2025, já transportando, segundo estudos, mais de 18 milhões de toneladas de carga, entre grãos e o minério de ferro produzido na região de Caetité. O minério de ferro compõe a maior parte da carga a ser transportada no trecho, mas também serão transportados alimentos processados, cimento, combustíveis, soja em grão, farelo de soja, manufaturados, petroquímicos e outros minerais.

Outros trechos

O governo também pretende projetar a concessão de outros dois trechos: a Fiol 2, entre Caetité (BA) e Barreiras (BA), com obras em andamento, e a Fiol 3, de Barreiras (BA) a Figueirópolis (TO), que aguarda licença de instalação por parte do Ibama.

Será, de acordo com o ministério, um corredor de escoamento que terá 1.527 quilômetros de trilhos, ligando o porto de Ilhéus, no litoral baiano, ao município de Figueirópolis (TO), ponto em que a Fiol se conectará com a Ferrovia Norte-Sul e o restante do país.

Fonte: Agência Brasil

Continuar Lendo

Brasil

Governo envia projeto para reabertura do Pronampe e do BEm

Redação NDP

Publicado

em

/Agência Brasil

O governo federal encaminhou ao Congresso Nacional um projeto de lei para reabrir o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e o Benefício Emergencial para Preservação do Emprego e da Renda (BEm), que são medidas econômicas implementadas no ano passado para o socorro a empresas impactadas pela pandemia de covid-19.

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência explicou que o texto altera o Artigo 126 da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021 (Lei nº 14.116, 2020) para permitir a execução de projetos que tenham duração específica no ano corrente. De acordo com a pasta, a medida não cria despesas diretamente e também não afasta as regras fiscais que limitam e condicionam os gastos públicos, como a Lei de Responsabilidade Fiscal e o teto de gastos.

“A proposta pretende adequar os requisitos para aumento de despesas que não sejam obrigatórias e de caráter continuado. Com a modificação proposta, não será necessária a apresentação de medida compensatória para esse tipo de despesa”, diz a nota.

Programas

Por meio do BEm, empresas puderam realizar acordos de redução de jornada e salário ou de suspensão de contratos de trabalho, garantindo ao trabalhador uma porcentagem do seguro-desemprego a que teria direito se fosse demitido. O benefício foi pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). De acordo com o governo, o programa preservou o emprego e a renda de cerca de 10,2 milhões de trabalhadores, bem como a existência de 1,5 milhão de empresas.

Já o Pronampe é uma linha de crédito criada para auxiliar financeiramente os pequenos negócios e, ao mesmo tempo, manter empregos durante a pandemia. As empresas beneficiadas assumiram o compromisso de preservar o número de funcionários e puderam utilizar os recursos para financiar a atividade empresarial, como investimentos e capital de giro para despesas operacionais. De acordo com o governo, o programa disponibilizou mais de R$ 37 bilhões em financiamentos para quase 520 mil micro e pequenos empreendedores.

Está em tramitação no Congresso Nacional, um projeto que torna o Pronampe uma política oficial e permanente de crédito. O texto já foi aprovado no Senado e está em tramitação na Câmara.

fonte: Agência Brasil

Continuar Lendo

Destaque

Os kits de intubação, são essenciais para garantir que o paciente permaneça sedado com segurança durante sua estadia em um leito de UTI com o uso do respirador. O estado do Piauí através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), verificando a situação que a rede estadual de saúde vem enfrentando devido a pandemia de Covid-19 e a alta demanda por unidades de terapia intensiva para tratamento dos casos mais graves da doença, vêm garantindo um estoque de medicamentos do chamado kits intubação, conjunto de medicamentos que são essenciais para garantir que o paciente permaneça sedado com segurança durante sua estadia em um leito de UTI com o uso do respirador. Através de aquisição com recurso estadual o estado vem mantendo um estoque dos medicamentos que são utilizados para realizar o procedimento de intubação de forma correta e segura. O Superintendente de gestão da rede de média e alta complexidade da Sesapi, Alderico Tavares, explica que sem os medicamentos é impossível realizar o tratamento adequado para os pacientes mais graves, que necessitam de suporte ventilatório, que são necessários para melhorar as trocas gasosas. O Secretário de Estado da Saúde destaca que desde o início da pandemia, o número de leitos de UTI existentes no estado foi aumentado e atualmente a quantidade supera o maior número que foi atingido ano passado. Devido a isso o consumo desses insumos aumentou, exigindo assim um trabalho mais árduo da Sesapi para garantia desses medicamentos aos pacientes que estão em leitos de unidade de terapia intensiva devido ao novo coronavírus. “Todo esse aparato de UTI presente na rede estadual nos remete a obrigação de garantir os medicamentos todos os dias para suprir as necessidades dos pacientes. O Estado tem mantidos seus estoques e aderiu também a um sistema de registro de preço nacional, que permitiu a compra de uma grande quantidade de medicamentos desse tipo, garantindo assim um estoque”, fala o secretário. O gestor destaca que o estoque do estado hoje tem quantidade para durar 15 dias, contando ainda com uma reserva técnica para qualquer emergência que se apresente. “O Ministério da Saúde optou por fazer uma requisição administrativa, trazendo para o ministério toda a produção de medicamentos das empresas farmacêuticas correspondente aos medicamentos do chamado kit intubação. Em razão dessa decisão do ministério, os estados enviaram ao órgão federal a sua necessidade desses insumos, o ministério já deu uma resposta para o Piauí e deveremos estar recebendo por esses dias mais medicamentos para os nossos estoques”, disse o secretário.

Redação NDP

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro faz declaração à imprensa / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto autorizando todos órgãos ou entidades da administração pública federal, que tenham interesse em receber doações de pessoas ou empresas, a realizar chamamento público sem a necessidade de intermediação da Central de Compras do Ministério da Economia. O decreto nº 10.667 foi publicado hoje (6) no Diário Oficial da União

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência explicou que o objetivo da medida é agilizar os chamamentos públicos para esses fins.

Além disso, as pessoas físicas ou jurídicas de direito privado podem manifestar interesse em doar bens móveis ou serviços, a qualquer momento, por meio do sistema de doação do governo federal, o Reuse.gov. Nesse caso, também poderá ser indicado um órgão ou entidade para o recebimento da doação.

O decreto altera ainda os prazos para que os órgãos ou entidades interessadas manifestem o seu interesse em receber as doações. Assim, o anúncio da doação permanecerá disponível pelo período mínimo de dois a oito dias úteis, a depender do caso.

Fonte: Agência Brasil

Continuar Lendo

Viu isso?

Copyright © 2020 - Todos os Direitos Reservados